O Petróleo da Venezuela ajudou a ganhar a Segunda Guerra Mundial

A Venezuela durante a Segunda Guerra Mundial adotou uma postura discreta mas fundamental para a vitória aliada com os países do eixo (Alemanha, Itália e Japão).

O petróleo ajudou a definir o destino do pais durante o conflito, o apoio dos lideres venezuelanos a causa aliada, e especificamente aos Estados Unidos foi crucial para conte o avanço nacional-socialista.

Após o ataque na base naval norte-americana de Pearl Harbor, em dezembro de 1941, o presidente venezuelano, Isaías Medina Angarita cortou relações diplomáticas com a Alemanha, Itália e Japão, e estabeleceu um vigilância rígida de campos de petróleo no mercado interno por medo de qualquer ataque pelas superpotências agressivas devido ao apoio da Venezuela dos Estados Unidos. Com base nessas informações, os nazistas tinham planos para invadir a América Latina a partir de Venezuela como a porta para a América do Sul.

Presidentes Franklin Delano Roosevelt e Isaías Medina Angarita se cumprimentam em Washington em 1944

Isso aumentou as relações Washington-Caracas. Ambos os governos de Eleazar López Contreras e Medina Angarita durante os primeiros dez anos após a morte do ditador Juan Vicente Gómez (1935) cooperou com o governo do presidente norte-americano Franklin Delano Roosevelt na política de defesa da região contra a ameaça nazista. Tal relacionamento no meio da Segunda Guerra Mundial permitiu Venezuela para fortalecer sua posição com o Império Britânico, com o qual Caracas realizou debates de natureza territorial.

Fora o Petróleo a Venezuela teve alguns voluntários lutando tanto ao lado dos Aliados como ao lado do Eixo, teve também uma defesa de costa feita por sua Marinha, mas esses temas serão abordados em outros artigos.

No votes yet.
Please wait...

Written by 

Deixe uma resposta