Guarnição em Itanhaém-SP Durante a Segunda Guerra.

Itanhaém no litoral paulista é a segunda cidade mais antiga do Brasil, mantem uma grande importância histórica, oferece aos turistas inúmeras possibilidade de conhecer mais sobre seu passado.

Uma dessas possibilidades é a “Pedra do Espia”, no morro do Sapucaitava.

Morro do Sapucaitava

Durante o período da Segunda Guerra Mundial o morro foi um ponto de observação do exército para defesa da costa nacional.

Segundo relatos de moradores da época, foi visto uma pequena embarcação de banana descendo o Rio Itanhaém carregado de barris de óleo, e logo mais a frente foi visto um submarino alemão recolhendo o produto.

Mesmo essa história não ter sido comprovada, o exercito mobilizou na região 120 militares para a guarnição e observação de futuros contatos com moradores ou suposto espião. Durante um ano e quatro meses os homens ficavam dia e noite observando.

O interessante é que mesmo não tendo sido confirmada a passagem de um submarino na região,  o U-513 torpedeou em 1943 na região de  Iguape-SP a caminho de Santos o navio mercante Tutóia sob o comando do Capitão-de-Longo-Curso Acácio de Araújo Faria com carregamento de café vindo de Paranaguá, morrendo sete tripulantes.

U-513

Essa é mais uma história interessante e pouco conhecida do Brasil na Segunda Guerra Mundial.

Se alguém tiver algo para acrescentar ao artigo, ou conhecer algum veterano ou morador da época entre em contato comigo.

Rating: 4.0. From 2 votes.
Please wait...

Written by 

Deixe uma resposta