A Batalha da Normandia

maxresdefaultA Batalha da Normandia, também conhecida como o memorável “Dia D”, foi um marco dentro da história da Segunda Guerra Mundial, e um dos seus conflitos mais famosos. Essa batalha pode ser considerada um dos pontos de virada do confronto entre os aliados (que contavam com os Estados Unidos da América; a União Soviética; o Reino Unido e a China como as maiores potências) contra a frente nazista alemã. A tal investida tinha sua nomenclatura oficial de “Operação Overlord”, e começou quando as tropas das forças aliadas chegaram ao litoral da França, na Normandia, em 6 de junho de 1944. Nessa batalha foram utilizados métodos anfíbios, ou seja, ataques por meio aéreo e naval.

No dia D, os Aliados tinham uma frota de 11 mil aviões, que levavam bombas e paraquedistas; e 5 mil embarcações, que transportavam os soldados e os veículos necessários para efetuar a invasão. A baixa de das forças aliadas foi de 9 mil homens, sendo que outros 100 mil tomaram o território da costa, sendo que menos de uma semana depois, a ocupação do local ultrapassava a casa dos 300 mil homens.



O serviço de inteligência das forças aliadas foi crucial para o êxito do Dia D, já que conseguia interceptar, decodificar e repassar as mensagens alemãs ao alto comando em pouco mais de três horas, sendo que essas mensagens eram criptografadas pela famosa máquina de codificação “Enigma”.

Outro fator que sem dúvida alguma contribuiu para a derrocada nazista foi uma estratégia utilizada pelo General americano Dwight Eisenhower, que conseguiu ludibriar a inteligência alemã. Com a certeza de que os inimigos fariam uma investida pelo Canal da Mancha, o Marechal Erwin Rommel deslocou as tropas para revidar ao ataque em Pas-de-Calais, porém os Aliados desembarcaram em Caen, quase 400 quilômetros distantes dali.

plage-ballonTambém foram colocados à disposição dos Aliados os exércitos da França; Canadá; Noruega; Grécia; Bélgica; Austrália e da Nova Zelândia, que tiveram de enfrentar uma tarefa árdua que não era realizada desde o Século XVII. A missão consistia em cruzar 16 quilômetros pelo Canal da Mancha, e passar por muros quer tiveram suas construções iniciadas dois anos antes pelos alemães, conhecidos como “Muralha do Atlântico”. A operação era mais complicada ainda por conta dos canhões franceses apanhados pelos nazistas, bem como as inúmeras minas terrestres e barreiras batizadas de “Porco Espinho”, além do trecho aquático entre as embarcações e a terra firme, o que já era um obstáculo por si só.

Durante a Batalha da Normandia, quase meio milhão de soldados, tanto Aliados quanto alemães, morreram, desapareceram ou ficaram feridos; e outros 200 mil foram capturados. Os prisioneiros de guerra dos Aliados foram mais de 30 mil por mês até o final de 1944, e 30 dias após a batalha, a Normandia estava cercada por mais de 1 milhão de soldados britânicos, americanos e canadenses.

A Batalha da Normandia foi um segundo golpe poderoso na decadência alemã na Segunda Guerra. Decadência essa que teve seu início um ano antes, em 1943, na Batalha de Stalingrado, onde os russos provocaram a primeira grande derrota sobre os nazistas.

No votes yet.
Please wait...

Written by 

Deixe uma resposta