AHMET HAN SULTAN – O MUÇULMANO DO POVO

13438797_520772001447876_5042099894120843662_n Muitos pensam que na União Soviética o culto religioso era proibido. Porém até mesmo outro muçulmano, o mundialmente conhecido Muhammad Ali, quando visitou a URSS disse que via várias mesquitas ao seu redor.

Ahmet nasceu no dia 20 de outubro de 1920 em Alupka, na Crimeia, filho de uma família da classe trabalhadora na qual seu pai era Lak (uma tribo das regiões do Daguestão) e sua mãe tártara da Crimeia. No dia 22 de Junho de 1941, Ahmet era o piloto mais jovem do 4° Regimento de Caça, realizando várias missões pilotando um I-153 contra os nazistas.

Conquistou sua primeira vitória aérea no dia 31 de maio de 1942, após abater um Junkers Ju 88 (utilizado pela Luftwaffe em numerosas tarefas), sendo então assim o começo de uma carreira vitoriosa. Ahmet também participou da Batalha de Stalingrado pilotando um Yakovlev Yak-7B, fazendo parte do 9° Regimento de Guardas Lutadores da Aviação composta por outros pilotos que futuramente seriam duas vezes Heróis da União Soviética: Vladimir Lavrinenkov, Alexey Ryazanov, Ivan Stepanenko e futuros Heróis da União Soviética: Ivan Borisov e Boris Eremin.

Além da Batalha de Stalingrado, ele também participou na libertação do Rostov-sobre-o-Don, em duras batalhas aéreas na região de Kuban, na libertação de Taganrog, Melitopol e Crimeia. Em 1943 Ahmet Han Sultan recebe a patente de Capitão da Força Aérea do Exército Vermelho.

profil_sultan2

Depois de um descanso, no verão de 1944, já como capitão, ele pilotou o caça Lavochkin La-7 lutando na Prússia Oriental se envolvendo assim na captura de Berlin. Ahmet Han Sultan passou a ser Major em 1945. Em sua última batalha aérea, em 29 de Abril de 1945, em Berlin, o Major Sultan já estava localizado dentro dos limites no Aeroporto de Berlin-Tempelhof, abatendo um Focke-Wulf Fw 190. No total durante a guerra Ahmet fez 603 missões (70 delas atacando as tropas nazistas e seus equipamentos), realizou 150 batalhas aéreas, na qual pessoalmente derrubou 30 aviões de um conjunto de 19 grupos de aviões inimigos.

sultan2Após a Grande Guerra Patriótica tornou-se um piloto de testes. Ahmet Han Sultan infelizmente faleceu em um acidente de avião no dia 1° de fevereiro de 1971 aos 50 anos. Ahmet morreu fazendo aquilo que mais gostava, voar…

Durante sua vida, Ahmet foi conhecido por ter testado pessoalmente mais de 100 aviões e foi condecorando com vários prêmios de honra pela União Soviética:

Duas vezes Herói da União Soviética (24 de agosto de 1943 e 29 de junho de 1945);

Três Ordens de Lenin (23 de outubro de 1942, 14 de fevereiro de 1943 e 24 de agosto de 1943);

Quatro Ordens da Bandeira Vermelha (31 de junho de 1942, 13 de outubro de 1943, 20 de abril de 1945 e 3 de fevereiro de 1953);

sultan3Ordem de Aleksandr Nevsky (7 de abril de 1944);

Ordem da Grande Guerra Patriótica (20 de janeiro de 1945);

Ordem da Estrela Vermelha (5 de novembro de 1941);

Ordem da Insígnia de Honra (31 de junho de 1961);

Várias medalhas e Cidadão Honorário da Cidade de Alupka em 2010.

Em uma entrevista, Ahmet disse: “Eu não sou um herói tártaro ou lak, eu sou um Herói da União Soviética.” Podendo ser considerado também como muçulmano do povo, Ahmet viveu na cidade de Zhukovsky, no Oblast de Moscou e foi enterrado na capital russa, no Cemitério Novodevichy.

Fonte: Redescobrindo a Grande Guerra Patriótica

Written by 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *